pagina inicial
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

30° Culturarte é realizado em Pirambu-SE

02/03/2021 - Com o tema: “Em Tempos de Pandemia, Resiliência e Sabedoria”, a 30° edição do Encontro de Cultura, Arte e Conservação (CULTURARTE) foi realizada em Pirambu seguindo protocolos de segurança frente ao Covid-19 ↓

O CULTURARTE - encontro de Cultura, Arte e Conservação - é um dos principais eventos de Sergipe que ocorre em Pirambu. Trata-se de uma mostra anual que alia tradições culturais ao programa de conservação das tartarugas marinhas que foi criada com o objetivo de fomentar a educação ambiental através da arte e cultura, reunindo a comunidade, turistas e visitantes dos municípios vizinhos. Realizado pela Fundação Projeto Tamar e pela Comunidade de Pirambu, contando com o apoio cultural do Governo Municipal de Pirambu e Petrobras, o Culturarte também têm um papel fundamental na valorização e manutenção dos artistas locais em suas diversas manifestações culturais.

O evento, previsto para ocorrer em dezembro de 2020, foi suspenso por conta da pandemia do covid-19. No entanto, foi proposto pela comunidade a realização de um CULTURARTE virtual, onde artistas da música, dança e teatro pudessem apresentar seus espetáculos através das redes sociais. Assim, o festival foi organizado em um novo formato, diferente de todas outras edições, sem aglomeração, seguindo todas as recomendações da OMS e decretos Estadual e Municipal, garantindo a saúde e bem estar de todos participantes.  

Com o tema “Culturarte em tempos de Pandemia - Resiliência e Sabedoria”, sugerido pela comunidade, o evento trouxe a reflexão da importância da criatividade e adaptação dos artistas locais para manter a cultura popular viva, cuidando das pessoas que vivem dela e que levam a mensagem da conservação, tendo a tartaruga marinha e o meio ambiente como fonte de inspiração.

Segundo o locutor do evento, Diego Anjos, também voluntário de longas datas: "participar do Culturarte sempre foi muito especial, sobretudo desta trigésima edição que viu seu legado desafiando a pandemia. Tivemos que usar máscaras e evitar os beijos e abraços, e assim foi feito. Me sinto feliz em ver a festa da tartaruga e meio ambiente documentada em áudio e vídeo. Nesta edição, ficou evidente que a natureza é o melhor exemplo de resiliência e sabedoria.

No dia 08 de fevereiro, com apresentação de Diego Anjos, subiram no palco do Clubinho da Tartaruga o grupo folclórico Lariô da Tartaruga, Grupo de Capoeira Unidos nas Tartarugas, Banda Horizonte, os cantores Mirele Rodrigues, Tânia Biriba, Luiz Teles, Nenel Teles e Romário Moura, que separadamente, passaram sua mensagem a conservação da cultura e das tartarugas marinhas. As gravações foram encerradas com a caminhada de filhotes ao mar, levando consigo a resiliência da comunidade que mesmo em tempos de difíceis, manifestaram sua cultura e luta pela preservação do meio ambiente.

"Desde o início da pandemia, foi um desafio organizar o Culturarte, uma vez que o evento é construído ao longo do ano e com a participação de diversas pessoas de diferentes segmentos da comunidade. Alguns artistas locais estavam bastantes preocupados com a possibilidade de não acontecer o tradicional encontro das tartarugas marinhas com a cultura popular em 2020. Apesar das dificuldades que surgiram, a parceria entre o Projeto TAMAR e fiéis voluntários na organização desse evento foi fundamental e conseguiu envolver as pessoas nessa edição, onde não foi possível aglomeração e o fervor da comunidade. Além dos artistas que se apresentaram nesse trabalho, as equipes de produção, comunicação e conservação puderam sentir de perto a energia vibrante das cordas, timbres e vozes no palco do Clubinho das Tartarugas. Foi muito emocionante e um grande aprendizado para mim”, comenta Ederson L. da Fonseca, Executor da base de Ponta dos Mangues e um dos organizadores do evento.

Nessa edição não tivemos a principal atração: o Cortejo de grupos folclóricos pelas ruas da cidade e apresentações em palco. Para a jovem Ingrid dos Santos, capoeirista e voluntária há 7 anos do Culturarte: "essa edição foi diferente, mas não perdeu a essência diante da situação adversa que o mundo está enfrentando. As tartarugas marinhas são animais resilientes e esse ano elas nos ensinaram muito”. Entretanto, todos poderão conferir e sentir a energia diretamente de sua casa, em segurança, pois o evento está disponível nas redes sociais da Fundação Projeto TAMAR.

Facebook: https://fb.watch/3_9fk9uqcw/

Instagram: https://www.instagram.com/tv/CLxI2HFHBo6/?igshid=q1hnawujsvu2

 

Tartaruga Tartaruga-de-pente ou Tartaruga-legítima

FUNDAÇÃO PROJETO TAMAR ARACAJU – OCEANÁRIO - SE

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras